O talco é um mineral que ocorre naturalmente, extraído da terra, composto de magnésio, silício, oxigênio e hidrogênio. Quimicamente, é um silicato de magnésio hidratado. O talco é usado na produção de cosméticos com a finalidade de absorver umidade, evitar o endurecimento do produto, para tornar a maquiagem facial opaca ou melhorar a sensação de um produto na pele.

Na década de 60 surgiu uma possível associação entre o uso de pós contendo talco e a incidência de câncer. Porém, através de estudos comprovou-se que o potencial cancerígeno do talco estava associado a contaminação por amianto/asbesto.

 

O amianto/asbesto é também um mineral de silicato natural, mas com uma estrutura cristalina diferente. Ao contrário do talco, no entanto, o amianto é um agente cancerígeno conhecido. Existe o potencial de contaminação do talco com o amianto e, portanto, é importante selecionar cuidadosamente os locais de mineração de talco e tomar medidas para testar o minério de forma suficiente.

Quando se fala de o talco estar ou não ligado ao câncer, é importante distinguir entre o talco que contém amianto/asbesto e o talco que é isento de amianto. A Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC) classifica o talco que contém amianto como “carcinogênico a humanos”. E classifica o talco inalado que não contém amianto como “não é classificado como carcinogênico a humanos”.

A Simple Organic tomou todo o cuidado e utiliza em seus produtos Talco com comprovada ausência desse contaminante. Sendo assim, não há porque ter preocupação ao utilizar o produto da Simple que possui talco.

Fontes seguras para mais informação:
? https://www.fda.gov/cosmetics/cosmetic-ingredients/talc
?https://www.cancer.org/cancer/cancer-causes/talcum-powder-and-cancer.html

Comments are closed.